Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Página Inicial Quem somos
Quem Somos Versão para impressão Enviar por E-mail

A APCA (Associação de Protecção aos Cães Abandonados) é uma associação privada, sem fins lucrativos, que acolhe e protege cães abandonados e que foi fundada em 1958 por quatro amigas que gostavam muito de animais. Adquiriram um terreno em São Pedro de Sintra, onde ainda hoje se localiza o canil. Este terreno tem cerca de 1300 metros quadrados e abriga actualmente uma média de 180 cães. A associação foi constituída legalmente em 1992 e o terreno é pertença da mesma. Adquiriu o estatuto de Utilidade Pública em 1995.

O nosso principal objectivo é acolher cães abandonados, tratá-los e reencaminhá-los para novos lares onde sejam acolhidos como parte integrante das suas novas famílias. Estima-se que, hoje em dia, haja uma média de 1 milhão de cães abandonados em Portugal. É um número deveras preocupante, tendo em conta que está constantemente a aumentar.

Uma das nossas fortes apostas prende-se com a esterilização das fêmeas, de forma a cortar com o ciclo de reprodução desenfreado que se vem a constatar no nosso país. Todas as fêmeas adoptadas, não sendo cachorras, são entregues já esterilizadas. Todos os cães que são adoptados na APCA são entregues com a vacinação completa e desparasitação interna efectuada, sendo que temos apoio veterinário no nosso canil.  Apostamos também  na identificação dos cães adoptados, pelo processo de introdução de um microchip subcutâneo, combatendo desta forma o abandono ou perda de animais, permitindo a sua rápida e fácil identificação quando capturados. Todos os cães adoptados na APCA saem com microchip.

Não recebemos nenhum apoio governamental. A nossa sobrevivência e a dos nossos animais é resultado exclusivo das doações avulsas e das contribuições dos nossos associados, que com o pagamento das suas quotas, ajudam a manter o nosso projecto em prol dos melhores amigos do homem. Apesar de, em muitos casos, esses mesmos homens não serem dignos da sua confiança e amizade. Pois alguém que rejeita um animal, depois de tê-lo acolhido em sua casa, não está a praticar um acto digno. 

Mas não pretendemos apenas que sejam adoptados - queremos, de todo o coração, que as suas novas famílias tenham em consideração o respeito e o amor que esses mesmos animais terão pelos seus novos donos, a sua nova família. Muitos deles foram abandonados à própria sorte, sofrendo, às vezes, maus tratos. Aqueles que sobrevivem e que conseguimos recolher recebem o tratamento adequado pelos veterinários que trabalham para a Associação. 

Depois fazemos verdadeiras maratonas, procurando através de contactos mais próximos, anúncios em publicações, e também em eventos públicos (quando possível), dar a conhecer a nossa missão e representar a APCA em nome de todos os animais que temos no nosso canil. 

Se não pode adoptar um cão, por favor ajude-nos com a sua contribuição. Além de bem-vinda é mesmo desejável. Nós e todos os cães da APCA agradecemos sinceramente o seu acto e o seu carinho.

Membros eleitos na última Assembleia Geral:

Mesa da Assembleia
Presidente - Dr. Rodrigo Alexandre Sá Da Costa Marques Bom
Vogal - Maria Antonieta Paraíso Pezo
Vogal - Cristina Isabel Colaço Correia
Suplente - Sara Filipa Fernandes Jorge Gomes

Direcção
Presidente - Natália Maria da Costa Correia
Vogal - Susana Maria Colaço Correia
Vogal - Ana Sofia Almeida Gonçalves
Suplente - Catarina Maria dos Santos

Conselho Fiscal
Presidente - Carlos Miguel Rodrigues Pires
Vogal - Carla Cristina Nunes Vila Godinho
Vogal - Ana Luísa Flor das Neves
Suplente - Ana Paula Alves Henriques

LAST_UPDATED2
 

Voluntariado

Gostaria de fazer voluntariado e ajudar-nos nesta causa tão nobre e que nos afecta a todos? Tem tempo livre e gostaria de o ocupar ajudando os animais abandonados?

Ler Mais

Apadrinhamento

Gosta de cães e quer ajudar, mas não tem possibilidade de adoptar? Então leia sobre o apadrinhamento e como pode fazer diferença na vida de um cão de canil.

Ler Mais

Sócios

Gostaria de fazer diferença e apoiar a causa dos cães abandonados? Leia todo o artigo sobre como se tornar nosso sócio.

Ler Mais